home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
10/04/12
Planos para PMEs crescem acima da média das operadoras
Carteira para funcionários de pequenas e médias empresas tem obtido índices de crescimentos superiores à média do setor, que no ano passado faturou R$ 89 bilhões
Da redação

Os planos de saúde direcionados para empresas se tornaram um benefício importante para conquistar e fidelizar os funcionários, mas as pequenas e médias empresas tem se destacado nesse setor. O segmento é o que mais cresce nas carteiras das operadoras. As informações são do jornal "Valor Econômico".

 

Na SulAmerica, uma das maiores do setor, a carteira aumentou 37% em 2011. As operadoras, com o objetivo de ganhar clientes e reduzir custos, tem investido cada vez mais na prevenção, especialmente de doenças crônicas, "ensinando" a cuidar da saúde antes que o mal se torne maior. Eficiência na gestão e tecnologia também estão entre as ferramentas de produtividade das companhias.

 

Com 26 mil doentes crônicos vinculados a seus planos, a SulAmerica lançou em 2011 um programa de controle da obesidade. "Estamos lidando com isso de maneira muito intensiva", explica Maurício Lopes, diretor técnico e de produtos de saúde da seguradora. Segundo Lopes, a conta é simples: se conseguirmos impedir uma cirurgia, por exemplo, a economia se reverte em um reajuste anual menor para o paciente. "Os contratos corporativos são reajustados com base na sua sinistralidade", explica.

 

Inflação médica - O diretor comercial e de marketing da Golden Cross, Claudio Brabo, disse ao "Valor" que houve aceleração da inflação médica desde o último trimestre de 2011 e sugeriu que as operadoras concentrem esforços em eficiência de processo.

 

"Encerramos 2011 com uma despesa administrativa correspondente a 10% do faturamento, taxa bastante eficiente em se tratando de uma empresa de medicina de grupo", explica. Investir em tecnologia para chegar cada vez mais a um processo eficiente também tem sido outra estratégia da companhia.

 

Faturamento - O setor de saúde suplementar registrou alta de 12,5% em 2011 e o faturamento chegou a R$ 89 bilhões. "O mercado ainda tem muito a crescer", prevê Marcio Coriolano, presidente da Federação Nacional de Saúde (FenaSaúde).

 

Pesquisa realizada pelo Datafolha para o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), em 2011, o plano de saúde é o segundo bem mais desejado pela população, logo depois da casa própria.

 

O Seguro Saúde Bradesco, por exemplo, fechou o ano passado com crescimento de 20,9% no faturamento ao atingir R$ 8,5 bilhões com uma carteira de 3,5 milhões de vidas, o que significou uma alta ao redor de 15%.

 

"O seguro de pequeno grupo (SPG) para micro e pequenas empresas cresceu mais de 30%", diz Coriolano que também é presidente da Bradesco Seguro Saúde. "O que antes era prioridade de grandes empresas agora também passou a ser uma demanda das PMEs", completa.

 

A perspectiva é que em 2012 a receita aumente entre 12% e 15%, e o número de vidas dê um salto de mais 10%.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.