home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
06/03/14
Presidente do conselho da Roche critica governos europeus
Para Franz Humer, continente poderá perder investimentos devido à relutância de alguns governos em pagar por medicamentos inovadores
Valor Econômico

A Europa poderá perder investimentos em pesquisa e desenvolvimento devido à relutância de alguns governos com problemas financeiros em pagar por medicamentos inovadores. O alerta foi feito pelo presidente do conselho de administração da farmacêutica suiça Roche, Franz Humer, que deixa o cargo na próxima terça-feira (11), após duas décadas na companhia farmacêutica suíça. As informações são do Valor Econômico.

Humer declarou que, caso as farmacêuticas não consigam lucrar com os novos produtos na região, as pesquisas e o desenvolvimento vão se afastar da Europa. Segundo ele, se a Europa quiser se manter entre os líderes na criação de inovações, será preciso proporcionar um sistema que permita às companhias colher as recompensas da inovação, "e o setor precisa continuar trabalhando intensamente com os tomadores de decisões políticas para deixar claro qual é o papel das inovações médicas", completou.

O alerta reflete uma inquietação entre as companhias farmacêuticas europeias com relação à crescente falta de conexão entre a força do continente na ciência médica e sua absorção lenta dos medicamentos inovadores que saem dos laboratórios da região.

Com os orçamentos de saúde pressionados pelos programas de austeridade dos governos, a Europa está se tornando um mercado cada vez mais difícil para as farmacêuticas tanto em termos de preços quanto de acesso a novos produtos.

Dessa forma, mesmo que várias das grandes farmacêuticas - como a Roche, Novartis e a GlaxoSmithKline - tenham sede na Europa, juntamente com alguns dos maiores centros de pesquisas acadêmicas do mundo, o setor depende dos Estados Unidos e dos mercados emergentes para crescer.

Humer alertou que a dificuldade de se conseguir um retorno econômico com pesquisa e desenvolvimento na Europa pode prejudicar os investimentos. Segundo ele, se as farmacêuticas migrarem para outro local não mais voltarão.

Segundo a companhia de pesquisas IMS, em 2012 os EUA responderam por 41% das vendas mundiais de medicamentos, e a Europa 26,7%. A diferença é ainda maior para os novos medicamentos, com os EUA gerando 62% das vendas de medicamentos lançados entre 2007 e 2011, em comparação aos 18% da Europa.

Para Humer, o setor precisa trabalhar com os formuladores de políticas para chegar a uma nova fórmula que recompense as farmacêuticas com base na eficácia e no valor social de seus produtos. Segundo ele, os dois lados precisam fazer concessões. "Não existe uma solução mágica."

Os comentários de Humer foram feitos enquanto ele se preparava para deixar a presidência do conselho da Roche, após a assembleia anual da companhia marcada para terça-feira. Ele será substituído pelo diretor-presidente da Lufthansa, Christoph Franz, que está deixando o cargo. O austríaco de 67 anos pretende continuar atuando como presidente do conselho de administração da Diageo, o grupo britânico de bebidas, e diretor do Citigroup.

A transferência do poder na Roche acontece um ano após Daniel Vasella ter deixado a presidência do conselho de administração da Novartis, baseada na Basileia. As mudanças no conselho levaram a especulações sobre uma possível melhora nas relações entre as companhias após anos de estremecimento, depois que a Novartis adquiriu uma participação votante de 33% na Roche com vistas a uma eventual fusão.

As opções deverão incluir um acordo para a Novartis vender de volta sua participação, mas Humer declarou que a Roche não será pressionada a comprar. O executivo negou a ideia de uma fusão e disse que a Roche continuará sendo uma companhia independente e muito bem sucedida, apoiada pelas famílias fundadoras Hoffmann e Oeri, que controlam mais da metade dos direitos de voto.

Humer atua como presidente do conselho desde 2001 e antes disso foi executivo-chefe, supervisionando um período de expansão global da Roche que incluiu a iniciativa para assumir o controle pleno do grupo de biotecnologia americano Genentech em 2009, numa operação que envolveu US$ 47 bilhões.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.