home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
12/02/14
Receita da Unimed-Rio cresce 23,8% para R$ 3,5 bi
Entre 2012 e 2013, faturamento cresceu 23,8%, para R$ 3,545 bilhões. Alta é atribuída ao fato da empresa ter aumentado a carteira de clientes
Da redação

Em relação a 2012, o lucro líquido da Unimed-Rio cresceu 70% em 2013, totalizando R$ 51 milhões. Dentre outros motivos, a alta é devido ao fato da empresa ter aumentado a carteira de clientes. Entre 2012 e 2013, seu faturamento cresceu 23,8%, para R$ 3,545 bilhões. As informações são do Valor Econômico. 

Em setembro, a operadora comprou a carteira da Golden Cross e a base de clientes cresceu 28%, no ano passado, em relação a 2012, para 1,2 milhão. De acordo com o superintendente geral da Unimed-Rio, Humberto Modenezi, a inserção de 160 mil clientes da Golden Cross fez uma grande diferença.

O resultado aproxima a Unimed-Rio da Unimed-BH, considerada a maior cooperativa de médicos do país e que em dezembro de 2013 tinha 1,4 milhão de clientes. A Unimed Paulistana, que era a segunda maior, enfrenta situação financeira delicada e em dezembro registrou 751 mil usuários. Atualmente, a Unimed-Rio é líder de mercado, com 27% de participação na capital fluminense e em Duque de Caxias, região metropolitana.

Em 2013, o índice de sinistralidade -- razão entre custos médicos e faturamento --, caiu para 72,1%. A queda, que implica em custos menores para a cooperativa, foi provocada pelo aumento da rede própria. 

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) em 2013 ficou em R$ 200,8 milhões. Já o patrimônio líquido foi de R$ 302,4 milhões. E os investimentos no ano passado totalizaram R$ 243 milhões.

Os dados levam em conta o efeito da Resolução Normativa (RN) 290, editada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). o documento determina a não contabilização dos recursos aferidos com a utilização dos clientes de outras Unimeds em áreas cobertas pela cooperativa carioca. Sem a RN 290, a receita bruta da companhia teria sido de R$ 3,9 bilhões.

Para Modenezi, as perspectivas para a Unimed-Rio e para o restante do setor de planos de saúde continuam positivas. O panorama é "desafiador", devido à inflação, que permanece alta, ao menor ritmo de crescimento da renda do trabalhador e a lenta formalização no mercado de trabalho. 

Em quatro ou cinco anos, a Unimed-Rio avalia abrir o capital, conta Modenezi. Esse é o tempo que a cooperativa precisará para se preparar e amadurecer. Necessário, segundo ele, pois trata-se de um modelo em que haveria o sistema cooperativo ao lado do corporativo. 

A cooperativa teria o controle acionário da empresa que nasceria do IPO (Oferta Pública Inicial). Os recursos com o IPO, diz ele, serviriam para expandir a rede própria e "levantar" negócios, com a compra de outras empresas. Estão no radar da Unimed-Rio empresas de pequeno e médio porte, que atuem em municípios onde a companhia carioca não está.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.