home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
25/04/13
Setor de diagnóstico registra falta de médicos para metodologias mais acessíveis
Desinteresse de especialistas devido à má remuneração é uma das causas apontadas. Segundo especialista, panorama contribui para o aumento de profissionais não qualificados e, consequentemente, de uma maior incidência de erros
Da Redação

“Faltam médicos para atuar com ultrassom, colposcopia, anatomia patológica e outras metodologias”. O alerta foi feito pela presidente da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (ABRAMED), Cláudia Cohn, durante o 6º Seminário Sindhosp/Grupo Fleury, que aconteceu em São Paulo, no dia 16 de abril. A constatação foi feita após a apresentação da ANS – no mesmo evento - que mostrava indicadores do setor saúde e revelava o aumento do uso de novas tecnologias no sistema de saúde suplementar no ano passado.
 
De acordo com Cláudia Cohn, o que pode estar ocorrendo é uma substituição das metodologias mais acessíveis por outros métodos. “Como esses procedimentos têm baixa remuneração, a escolha dos especialistas recaem naturalmente em outros métodos”. 

“Apenas 50% das vagas para residência em patologia (anatomia patológica) são preenchidas. E daqueles que optaram pela especialidade, em torno de 25% mudam de área no decorrer da residência. E apenas 50% concluem a residência na especialidade”, esclarece o Dr. Luís Vítor Salomão, consultor técnico da ABRAMED.
 
O médico radiologista Henrique Carrete Jr, presidente do Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR), explica que o desinteresse de especialistas mais jovens em trabalhar com alguns métodos de imagem, como ultrassom e raios-X, é motivo de extrema preocupação. "São métodos essenciais na rede de atendimento à saúde e que, se não valorizados, como vem ocorrendo em consequência da baixa remuneração destas atividades, diagnósticos e tratamentos serão prejudicados em grande escala”, alerta.

Para Carrete, esse atual panorama contribui para o aumento de profissionais não qualificados e, consequentemente, de uma maior incidência de condutas inadequadas. "Cai a credibilidade porque o risco de profissionais não qualificados produzirem diagnósticos errados aumenta", explica.
 
“Um cenário grave se apresenta. A substituição de especialistas por profissionais não habilitados ou minimamente preparados para atuar nestas tradicionais áreas da medicina diagnóstica, coloca em risco a saúde dos pacientes”, alerta e conclui Carrete.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.