home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
22/11/13
Setor de saúde poderá gerar R$ 1 bilhão para companhias de software
De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Informação em Saúde, existem no país aproximadamente 7 mil instituições hospitalares. Desse total, só 19% são informatizadas, o que revela um potencial de vendas de software e equipamentos para o setor
Valor Econômico

Dados da Sociedade Brasileira de Informação em Saúde (SBIS) informam que existem no país aproximadamente 7 mil instituições hospitalares. Desse total, apenas 19% são informatizadas, o que revela um potencial de vendas de software e equipamentos para o setor. De acordo com um levantamento da consultoria Frost & Sullivan, a receita obtida pelas empresas de tecnologia com vendas para o setor de saúde em 2013 totalizaram US$ 471,5 milhões no Brasil (ou R$ 921,8 milhões com base no valor médio do dólar comercial). As informações são do Valor Econômico.

Este ano, a consultoria estima que a receita com o segmento chegará a US$ 921,8 milhões, ou R$ 1,16 bilhão (com base no dólar médio deste ano), o que representa um crescimento de 25,6% em moeda local, ante a elevação de 20% estimada para o mercado de software no ano. Para o período de 2011 a 2015, a Frost & Sullivan projeta um crescimento médio das vendas para o setor de saúde de 12,6% ao ano em dólares. "O segmento de TI na saúde está entre as áreas que mais vão crescer no mercado de tecnologia nos próximos anos", disse Gabriel Silveira, analista de mercado de saúde da Frost & Sullivan.

Até 2018, o mercado de prontuários eletrônicos do paciente poderá crescer 15% ao ano, saindo de US$ 145 milhões em 2012 para US$ 330 milhões em cinco anos. Também em evolução, a área de softwares para armazenamento e gerenciamento de imagens radiológicas poderá crescer 30% ao ano, saindo de US$ 60 milhões em 2011 para US$ 288 milhões até 2017.

Segundo Silveira, uma instituição de saúde podia contar com até 200 modelos de softwares para gerenciar departamentos, e a integração desses sistemas é complexa. "As empresas brasileiras se especializaram em oferecer sistemas robustos que integram diferentes softwares, enquanto os competidores estrangeiros concentraram-se em desenvolver softwares sofisticados para funções específicas", disse o analista.

Como resultado, o mercado brasileiro de TI para saúde é dominado pelas empresas brasileiras A líder é a MV Sistemas. A segunda e terceira colocadas são a Wheb-Tasy, adquirida pela Philips, e a WPD, comprada pela Agfa. 

Outra competidora importante no segmento é a companhia brasileira de software Totvs, que fechou um acordo com a Intel, a Microsoft e a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein para desenvolver softwares e equipamentos voltados ao segmento de saúde. 

Para o diretor do segmento de saúde da Totvs, Nelson Pires, a companhia já começou a desenvolver com os parceiros softwares e equipamentos para hospitais. As empresas começaram desenvolvendo softwares para gestão e administração hospitalar e agora desenvolve tecnologias na área de exames clínicos.

"A perspectiva para 2014 é bastante positiva. Existe uma demanda forte, principalmente em função do acesso da classe C a planos de saúde, o que tem aumentado a procura por serviços em hospitais no país", afirmou Pires. O executivo não divulga qual a receita obtida pela Totvs com vendas para a área de saúde, mas disse que a companhia trabalha com uma perspectiva de crescimento de 40% neste segmento no próximo ano.

As informações são do Valor Econômico.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.