home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
24/10/12
Unimed-Recife pode vender hospital ao Grupo DOr
Empresas confirmam a existência do processo de negociação. Presidente da unidade, Maria de Lourdes Corrêa de Araújo, afirma que não haverá demissões
Roberta Meireles, do Recife

Depois de adquirir os hospitais Esperança, Prontolinda e São Marcos em Pernambuco, o grupo D’Or São Luiz deve adquirir agora o Hospital 2 da Unimed-Recife, no bairro da Ilha do Leite. No mercado, circulam informações de que a compra é certa, com o valor da operação estimado em R$ 20 milhões. As informações são da reportagem publicada nesta quarta-feira (24) pelo Jornal do Commercio. De acordo com a matéria, as duas empresas confirmam a negociação, mas negam que já foi fechada. Com a quantia adquirida com a venda, a Unimed espera saldar dívidas e melhorar seu fluxo de caixa.

“É verdade que existem tratativas. Hoje (terça-feira) passamos a manhã inteira em reunião. Mas nada está fechado, não tem contrato assinado, não houve pagamento, nem conclusão da negociação. Estamos namorando. Se as negociações avançarem poderemos noivar e casar”, comenta a presidente da Unimed-Recife, Maria de Lourdes Corrêa de Araújo, conhecida no setor como Drª. Lourdinha. Ela lembra que hoje a inauguração do Hospital 3 da Unimed , que recebeu investimento de R$ 15 milhões, completa um ano. “Com 204 leitos na nova unidade não vamos precisar dos outros 90 do Unimed 2”, fala, justificando a venda. Segundo ela, não haverá demissões. “Hoje o grupo gera 2.020 empregos e não vamos demitir. Ao contrário. Nossa meta é contratar mais 420 pessoas”, ressalta.

De acordo com a reportagem do Jornal do Commercio, a rede D’Or comunicou através de nota enviada por sua assessoria de comunicação que “confirma a existência de um processo de negociação com o Grupo Unimed para a compra de um dos hospitais do grupo na Ilha do Leite. Mas, no momento, não pode comentar nada sobre o assunto”.

Segundo o sócio-fundador da B&R Consultoria, Breno Santana, a rede D’Or pretende expandir a rede nos Estados em que o setor está em plena expansão. “Na Região Metropolitana do Recife (RMR), o número de usuários de planos de saúde quase duplicou, passando de 800 mil para 1,4 milhão”, aponta. Ele afirma que o grupo fluminense vai assumir a operação do hospital e oferecer condições especiais aos usuários da Unimed-Recife. O trâmite começa com uma espécie de auditoria do grupo comprador no hospital, depois definem o valor do negócio e a forma de pagamento.

“Como se posiciona como a maior operadora de hospitais do Brasil, a rede D’Or consegue uma gestão eficiente sobretudo nas compras de medicamentos, descartáveis e próteses. Esses itens chegam a responder por 30% do custo de um hospital e pode cair para 18% com poder de barganha”, detalha Santana. Esse custo é um dos desafios da rede hospitalar de Pernambuco. Há seis anos chegou a ser criada uma Central de Compras Hospitalares, batizada de Síntese, para tornar as compras mais competitivas.

Fundada em 1977 no Rio de Janeiro, a rede D’Or opera em Pernambuco desde 2007, quando adquiriu três hospitais. Hoje o grupo possui 26 hospitais próprios, além de um sob gestão e quatro em fase de construção. A empresa está investindo R$ 75 milhões nos hospitais Esperança e Prontolinda.

* Com informações do Jornal do Commercio



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.