home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
19/04/12
Brasil quer produzir célula-tronco em escala comercial
Ministério da Saúde vai investir R$ 15 milhões para ampliar uso terapêutico e estimular pesquisa em centros nacionais. Maior parte do material usado hoje no país é importado
Da Agência Brasil

Brasília – O Ministério da Saúde anunciou, nesta quarta-feira (18), investimento de R$ 15 milhões em pesquisa e produção de células-tronco em escala comercial. Parte dos recursos - R$ 8 milhões – será destinada à conclusão de oito centros nacionais de terapia celular. O restante será aplicado em pesquisas na área, com editais previstos para este ano.

 

A ideia do governo é ampliar o uso terapêutico das células-tronco em pacientes da rede pública de saúde, como em casos de recuperação do coração, movimento das articulações e tratamento de esclerose múltipla. Outro objetivo é dar condições aos centros nacionais de produzir quantidade suficiente para abastecer os hospitais públicos e particulares, que dependem, na maioria dos casos, de material importado.

 

Três centros já funcionam em Curitiba (PR), Salvador (BA) e Ribeirão Preto (SP). O trabalho mais avançado é o da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Paraná, que já tem células-tronco adultas e aguarda o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para produzir em escala comercial.

 

O uso de células-tronco derivadas da medula óssea apresenta bons resultados no tratamento de doenças no sangue, como leucemia e anemias, de acordo com o Ministério da Saúde.

 

Desburocratização - O ministro Alexandre Padilha afirmou ao jornal "Folha de S. Paulo" que está "empenhado" em desburocratizar a entrada de material voltado para a pesquisa de células-tronco no país. Padilha disse ainda que está em andamento um projeto que facilita o fluxo do material utilizado nas pesquisas nos aeroportos brasileiros.

 

"Além do investimento nos centros, adotamos medidas em parceria com a Anvisa e a Infraero para acelerar a entrada desses produtos. Eles terão fluxo prioritário, porque não vem para simples comercialização ou terapia, mas para pesquisa clínica", afirmou.

 

Os aeroportos escolhidos para o projeto-piloto já foram escolhidos: Guarulhos (São Paulo), Galeão (Rio de Janeiro) e Juscelino Kubitschek (Brasília). A intenção do ministério é que a ação aconteça em todos os aeroportos internacionais do país, mas não a prazo para isso.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.