home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
12/04/12
Brasil testa primeiro coração artificial totalmente nacional
Hospital Dante Pazzanese, de São Paulo, recebeu autorização para iniciar testes em humanos
Da redação

O Brasil vai testar pela primeira vez um coração artificial totalmente desenvolvido no país. O hospital estadual Dante Pazzanese, de São Paulo, que desenvolve o projeto, recebeu autorização para iniciar os testes em humanos. As informações são do jornal "Folha de S. Paulo".

 

O novo dispositivo aumenta as chances de pessoas em estado gravíssimo, que já não respondem bem à medicação, resistirem até que apareça um doador compatível para transplante. Cerca de 50% dos pacientes graves morrem na fila de espera para a cirurgia.

 

"A funcionalidade dos corações artificiais já é consagrada. Mas, no Brasil, os preços são proibitivos", comenta Aron José Pazin de Andrade, responsável pelo Centro de Bioengenharia do hospital e idealizador do dispositivo.

 

O custo por paciente chega a US$ 500 mil, no caso dos aparelhos mais comuns do mercado. O coração desenvolvido aqui tem valor entre R$ 60 mil e R$ 100 mil, ou seja, cerca de 15% do valor.

 

Essa primeira etapa testará a segurança do dispositivo. O projeto começou em 1998, no doutorado de Andrade. O aparelho tem bons resultados em testes com animais desde 2004.

 

Em entrevista à "Folha", Andrade explicou que o coração artificial brasileiro é um dispositivo auxiliar, a ser acoplado ao órgão natural, que continuará batendo. O ventrículo direito bombeia o sangue até o pulmão para oxigená-lo. O ventrículo esquerdo leva o sangue para a aorta, que o conduz para o resto do corpo.

 

A cirurgia para implantação do aparelho é considerada simples, mas há um complexo sistema de pessoal e exames por trás, segundo o chefe do setor de transplante do Dante Pazzanese, Jarbas Dinkhuysen.

 

Por questões de segurança e para agilizar a correção no caso de eventuais falhas, os dispositivos ficarão fora do corpo nessa primeira etapa do projeto. Nos testes com animais, o coração artificial implantado dentro do corpo funcionou bem. Os pacientes também precisarão ficar no hospital.

 

Nessa fase, cinco pessoas, ainda não selecionadas, receberão o coração artificial. Após a análise dos resultados, deverá ser iniciada uma nova fase, com mais cinco pacientes, alguns deles do HCor (Hospital do Coração), que colabora com o projeto.

 

Os escolhidos serão pessoas em estado grave, com necessidade de transplante iminente. Após receberem o dispositivo, elas passarão a ter prioridade na fila de transplantes, que hoje tem 88 pessoas no Estado.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.