home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
18/09/12
Cientista de Newcastle, na Inglaterra, cria ultrassom popular após gravidez da esposa
fabricação do novo aparelho custou entre 30 e 40 libras. Intenção é tornar este tipo de exame acessível às gestantes
Da Redação

O engenheiro eletrônico Jeff Neasham, da Universidade de Newcastle, na Grã-Bretanha, se inspirou na gravidez da própria esposa para desenvolver uma máquina de ultrassom de baixo custo. Basta conectar o novo aparelho que tem o tamanho de um mouse, via USB, a qualquer computador, para visualizar as imagens do feto.

Segundo Neasham, ele e seu parceiro na pesquisa, Dave Graham, usaram as tecnologias mais baratas possíveis para produzir o que chamam de uma “imagem útil”. Assim, a fabricação do novo aparelho de ultrassom custou entre 30 e 40 libras (entre R$ 98 e R$ 130). Já a fabricação das máquinas convencionais pode custar até 100 mil libras. 

“Custo baixo foi a chave”, afirma Neasham. O engenheiro completa que o objetivo era criar um aparelho que pudesse ser produzido a um custo parecido aos dos aparelhos Doppler manuais (que monitoram batimentos cardíacos do feto).  

As imagens ainda não são tão claras o suficiente para mostrar o sexo do bebê, como um scanner de ponta, mas permite mostrar se o feto está mal posicionado no útero. “Estamos chegando cada vez mais perto”, disse o engenheiro. A boa notícia é que a Universidade de Newcastle anunciou que está atrás de colaborações, como empresas e indústrias, para começar a comercializar o aparelho.

Segundo Jeff Neasham, tudo começou com a primeira gravidez de sua esposa. O engenheiro afirma que estava assistindo o bebê na tela e percebeu que podia aplicar o conhecimento de pesquisas com sonar para fazer com que a prática do ultrassom fosse mais acessível.

*Com informação do Terra.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.