home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
14/02/14
Confira as dez empresas de saúde mais inovadoras do mundo
Segundo revista, entre as companhias que mais se destacaram está a IBM
Da Redação

A revista norte-americana Fast Company, especializada em negócios e inovação, divulgou sua lista anual com as companhias mais inovadoras do mundo neste ano de 2014. Entre os critérios estabelecidos para a formação do ranking segundo o editor-chefe da publicação, Robert Safian, estão a capacidade que o produto ou serviço oferecido pelas empresas tem de mudar radicalmente hábitos de consumo. No top 10 das empresas de saúde mais inovadoras do mundo, apareceram companhias como a IBM, a Medivation e a Partners Healthcare, que investiram fortemente no desenvolvimento de tecnologias e pesquisas.

De acordo com a publicação, a equipe trabalhou durante seis meses analisando os dados para gerar a lista das 50 Companhias mais inovadoras, encabeçada pelo Google, e as 10 companhias mais inovadoras de cada setor. Safian assume que em julgamentos como estes há riscos de falhas, mas celebra o fato de que a cultura da inovação ao redor do planeta, apesar dos riscos de perdas de investimentos, estar mais robusta do que nunca.

Na indústria da saúde, o primeiro lugar ficou com a biofarmacêutica Medivation, por criar valor em tratamentos que seus concorrentes ignoraram. Um em cada seus norte-americanos serão diagnosticados com câncer de próstata em 2014 e os tratamentos disponibilizados geram depressão e perda de libido. A companhia desenvolveu uma nova droga, Xtandi, que prolonga a vida de pacientes com a doença em estado avançado. 

A companhia chinesa Beijing Genomics Institute (BGI) ficou em segundo lugar por investir na transformação do sequenciamento do DNA em um mercado de massa. Usando uma tecnologia avançada, eles reduziram o valor do sequenciamento completo do genoma humano de US$ 3 bilhões, em 2003, para alguns milhares de dólares atualmente. O objetivo da companhia é organizar a informação genética do mundo inteiro numa espécie de Google biológico.

Em terceiro lugar ficou a Partner Healthcare, que atua em hospitais privados e promove serviços de homecare. A companhia investiu mais de US$ 1 bilhão em um ano para a descoberta de novas drogas, na área genética e de informações tecnológicas. A empresa também está avançando na tradução genética em direção ao nascente campo da medicina personalizada.

A Medisafe ocupa o quarto lugar por usar wireless e cloud computing para melhorar a adesão ao uso dos medicamentos com o alerta através de aplicativos. Já o Blueprint Health, ficou em quinto por se tornar a primeira incubadora de cuidados em saúde da Costa Leste dos EUA.

Em sexto e sétimo lugares ficaram a Ginger.Io e a Impact, ambas da área de tecnologia. Elas desenvolveram aplicativos para serem usados em smartphones.A primeira aproveita dados comportamentais a partir do uso dos telefones pelas pessoas para salvar vidas. Já a Impact criou um programa que ajuda o atendimento neurocognitivo de pacientes, sobretudo os esportistas, com lesões na cabeça.

O ranking termina com a empresa de biotecnologias médicas Setpoint Medical,com sua plataforma de alivio da dor através de um implante no sistema nervoso através do pescoço; a Foundation Medicine, especializada no tratamento contra o câncer, que criou um produto clínico capaz de analisar as mutações de DNA de forma personalizada; e a IBM, por utilizar a sabedoria do supercomputador Watson, com o processamento da big data, para o setor de saúde.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.