home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
31/01/14
Empresa de software fecha acordo de R$ 180 milhões com Einstem
Americana Cerner Millennium irá automatizar procedimentos com a implantação de softwares de gestão hospitalar
Da redação

A companhia americana de software e serviços de tecnologia para o setor de saúde Cerner Millennium, concluiu um acordo com o Hospital Albert Einstein de R$ 180 milhões, para automatizar uma série de procedimentos na instituição. As informações são do Valor Econômico.

Entre outros serviços de gestão hospitalar, o acordo inclui implantação de softwares para prontuário eletrônico, digitalização de documentos, e gestão de pacientes, medicamentos, exames, e administração de contas.

De acordo com o vice-presidente e diretor geral da Cerner Millennium para América Latina e Espanha, Marcos García Navarrete, toda a estrutura tecnológica deverá entrar em operação até 2015 e o contrato não tenha prazo definido para o fim da prestação do serviço. Segundo ele, geralmente, os hospitais que contratam softwares mantêm acordos a longo prazo para manutenção e melhoramento da tecnologia.

Em 2011, a companhia começou a prospectar negócios no país e este é o primeiro contrato fechado. A expectativa, segundo o executivo, é fechar mais acordos este ano. Até o momento, a Cerner Millennium negocia com hospitais privados e prefeituras municipais. Fora do Brasil, a Cerner Millenium fornece serviços de tecnologia para grandes hospitais, como a a Clínica Las Condes, no Chile, e a Clinica Mayo, nos Estados Unidos.

Em São Paulo, a Cerner Millennium possui um escritório com 35 funcionários comandados por Luiz Gustavo Ladeira. Em um prazo de dois anos, Marcos García pretende ampliar esse número para 100 funcionários. Segundo o executivo, é importante ter uma equipe em cada país para implantar os softwares, prestar consultoria e desenvolver novas ferramentas.

Em todo o mundo, a Cerner opera em 24 países e possui 14 mil empregados e seus softwares são utilizados por cerca de 10 mil empresas, como hospitais, laboratórios e clínicas. A companhia tem ações negociadas na Nasdaq e, nos nove primeiros meses de 2013, registrou receita de US$ 2,115 bilhões, com ganho de 8,2%. O lucro líquido cresceu 18,5%, para US$ 338,3 milhões. 

O mercado de software para a saúde é dominado por empresas brasileiras, sendo que a maior competidora é a MV Sistemas. Nos últimos anos, através de aquisições de grupos brasileiros, companhias internacionais entraram no país. Foi o caso da Philips, que comprou a Wheb Sistemas -- segunda maior competidora --, e a belga Agfa, que comprou a WPD -- terceira maior empresa do setor. Já a portuguesa Alert preferiu fazer uma parceria com a Benner.

segundo a consultoria Frost & Sullivan, o mercado cresce em média 14,8% ao ano no Brasil. Em 2013, o setor gerou receita de US$ 541,4 milhões e, até 2015, vai movimentar US$ 713,9 milhões no país.

Leia mais:
>> Albert Einstein (SP) investirá R$ 1,2 bilhão em expansão



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.