home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
07/03/14
Impressora 3D é utilizada em implante cardíaco
Tecnologia é capaz de monitorar atividade cardíaca e diagnósticar doenças sem precisar retirar o órgão
Da redação

São Paulo - Cientistas e médicos da Universidade de Washington utilizaram uma impressora 3D para fabricar um implante cardíaco. o dispositivo, além de bombear sangue, é capaz de monitorar a atividade do coração sem precisar retirar o órgão. As informações são da Exame.

O estudo que deu origem ao implante foi publicado em uma das principais revistas de ciência do mundo, a Nature. A equipe, liderada pelo professor Igor Efimov, criou uma membrana elástica de silicone capaz de envolver a camada mais externa do coração, o epicárdio.

Para tanto, um coração real foi escaneado e reproduzido em um modelo com três dimensões. Em um texto sobre o estudo, os pesquisadores afirmaram que os sistemas eletrônicos atuais são essencialmente 2D e não podem cobrir a superfície do epicárdio por completo e ser usados por muito tempo.

O implante artificial é capaz cobrir o coração por completo e durar mais tempo, além de monitorar dados como temperatura, batimentos e o PH do paciente através de sensores, o que pode ser útil para antecipar o diagnóstico de doenças cardíacas.

Em um release sobre o trabalho, Efimov afirma que a intenção é criar algo com inúmeros pontos de contato que permita corrigir problemas com diagnósticos e terapias de alta precisão.

A lógica do monitoramento é parecida com a de outros dispositivos anunciados recentemente voltados para área de saúde, como lentes de contato que estão sendo desenvolvidas pelo Google e serão capazes de apontar os níveis de glicose de quem as usa.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.