home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
18/10/12
Inovações tecnológicas ampliam produtividade em hospitais
Estudo aponta que 25% das instituições pretendem investir em prontuários eletrônicos, 33% em mobilidade e 47% em computação em nuvem
Da Redação

As inovações tecnológicas baseadas em mobilidade são responsáveis por ampliar o conforto do paciente e a produtividade do ambiente hospitalar. Segundo levantamento realizado este ano pela Frost & Sullivan, 25% das instituições médicas pretendem investir em prontuários eletrônicos do paciente (PEP), 33% em mobilidade e 47% em computação em nuvem.

Além de proporcionar conforto para o paciente, a utilização de aplicativos para acesso ao prontuário eletrônico também aumenta a produtividade da equipe e permite aos médicos o acompanhamento remoto de todas as internações. Em farmácias, também rendem produtividade e segurança. 

Embora seja uma promessa para o futuro, este tipo de monitoramento a distância ainda não garante a tendência da redução das internações hospitalares - que objetiva o acompanhamento a distância de pacientes de baixa criticidade que atualmente saturam o sistema e ampliam o custo dos tratamentos.

O problema é o atual modelo de negócios na área da saúde. De acordo com o gerente de TI do Hospital Samaritano, Klaiton Simões, em São Paulo, o ideal seria que as unidades hospitalares se dedicassem aos casos de alta complexidade, com os demais pacientes tratados em casa. "O equipamento de monitoramento a distância será uma mão na roda. Já existem tecnologias até para acompanhar temperatura e batimentos cardíacos por webcam. Mas ainda não está definido quem paga por isso", afirma.

Já Nelson Wolosker, vice-presidente do Hospital Israelita Albert Einstein, acredita que o uso atual da tecnologia móvel no sistema hospitalar é apenas uma amostra do que virá nos próximos anos. O HIAE acaba lançou recentemente um aplicativo para tablets e smartphones, nas versões Android e iOS, que permite aos médicos acessarem PEP, exames de pacientes, informações como calculadoras médicas, tabelas e custos de procedimentos e protocolos. A segurança é garantida pela arquitetura, já que nenhuma informação é armazenada no dispositivo móvel. Em 2013, o módulo também será oferecido para médicos que solicitam exames e não atuam no hospital. "Poderemos enviar uma tomografia para um smartphone em qualquer lugar do país", diz Wolosker.

O Hospital Samaritano procura definir políticas para permitir o acesso ao sistema Tasy, da Philips, através de equipamentos pessoais dos profissionais. No ano passado, a instituição investiu para levar o posto de enfermagem ao leito do paciente através da aquisição de 20 carrinhos da Inventmade equipados com notebooks Dell e 12 tablets Motion laváveis, resistentes a queda e equipados com leitor de código de barras e utilizados em espaços menores que requerem maior mobilidade, como as Unidades de Terapia Intensiva e na Farmácia.

O utilização do Tasy com os carrinhos da Inventmade foi adotado também pelos hospitais Oswaldo Cruz (SP) e Beneficência Portuguesa, de Campinas. Segundo Denis da Costa Rodrigues, gerente de TI do Oswaldo Cruz, o equipamento é utilizado no centro cirúrgico e será usado em toda a área assistencial.

*Com informações do Valor Econômico.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.