home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
31/10/11
Laska: "Atuar de forma digital muda o perfil das pessoas"
Diretor da Agfa Healthcare do Brasil acredita que volume de investimentos e cultura brasileira são os desafios para as instituições na transição para as tecnologias digitais
Danielle Villela

Da produção de filmes fotográficos aos sistemas hospitalares, a Agfa se tornou referência quando se trata da adaptação para o mercado digital. Diretor comercial da Agfa Healthcare do Brasil, o executivo José Laska aponta, no entanto, que os recursos analógicos ainda são utilizados por cerca de 40% dos clientes. “Respeitamos o poder de investimento de cada instituição mantendo todos os tipos de solução no portfólio”, destaca. Especialista em Health Administration pela Fundação Getúlio Vargas, Laska enumera o volume de investimentos apenas como uma das barreiras. “A questão cultural é importante: trabalhar de forma digital muda o perfil do profissional”, analisa. Com faturamento mundial superior  a 1 bilhão de euros, a Agfa Healthcare planeja crescer até 20% no Brasil em 2011. “O processo de expansão do mercado brasileiro é notável”.

 

Diagnóstico - A Agfa mudou o foco dos filmes fotográficos e está se tornando líder mundial em sistemas de imagem e informação hospitalar. Pode-se afirmar que essa transição foi bem-sucedida?

Sim, mas ainda faltam alguns anos para que possamos considerar o processo concluído. Existem três situações no mercado: aqueles clientes que têm sistemas completamente analógicos e não possuem nada digitalizado, aqueles que já digitalizaram sua área de diagnóstico por imagem e, por fim, as instituições que estão ainda mais à frente com uma estrutura de TI, ou seja, já fazem a gestão das imagens. A migração se acentua a cada ano, mas nós temos muitos clientes que ainda utilizam sistemas analógicos, seja por questão de preferência, seja por questão de disponibilidade do investimento inicial.

 

Diagnóstico - Os sistemas analógicos ainda representam grande volume de negócios?

Cerca de 40% dos clientes continuam utilizando algum tipo de tecnologia analógica. Respeitamos o poder de investimento de cada instituição, ajudando-as a realizar essa migração para a tecnologia digital da melhor forma possível. Por isso a Agfa mantém todos os tipos de solução no portfólio, desde a tecnologia analógica, passando pela digital até a tecnologia de informação.

 

Diagnóstico - Quais as principais barreiras que as instituições de saúde enfrentam nessa transição?

O maior desafio é o volume de investimentos, tanto em tecnologia como em infraestrutura. Muitos hospitais não possuem itens fundamentais para receber a tecnologia digital, como cabeamento e ponto de rede em cada setor. O volume de investimentos necessários também nem sempre é direcionado de forma rápida pelas instituições. A questão cultural é outro ponto importante: trabalhar de forma completamente digital muda o perfil do profissional, que passa a estar mais orientado com a área de TI.

 

Diagnóstico - Quais são os benefícios dessa mudança?

Os exames digitalizados podem ser armazenados de forma segura e utilizados sempre que necessário nos diagnósticos médicos, beneficiando tanto as instituições como os pacientes. A estratégia facilita as avaliações comparativas com imagens mais recentes e o acompanhamento da evolução clínica do paciente. Isso se reflete diretamente na fidelização do cliente, que certamente voltará àquela instituição para realizar seus próximos exames.

 

Diagnóstico - Qual a representatividade da divisão de saúde no faturamento da Agfa?

A divisão de saúde representa, hoje, 40% do faturamento mundial da empresa. Fechamos o ano de 2010 com faturamento de quase 3 bilhões de euros, dos quais 1,2 bilhão de euros são relativos à área de healthcare.

 

Diagnóstico - Quais as perspectivas para o mercado brasileiro nos próximos anos?

No Brasil, planejamos um crescimento entre 10% e 20% para 2011. São índices significativos que já vêm sendo registrados: praticamente dobramos de tamanho nos últimos cinco anos. O processo de expansão do mercado de saúde brasileiro é notável e deve se manter devido à quantidade de novos empreendimentos, tanto na área pública como no setor privado.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.