home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
15/02/12
Magnus, da MV, anuncia faturamento de R$ 100 milhões em 2011
Para 2012, companhia pernambucana espera crescer 25%, atingindo R$ 125 milhões
Raissa Ebrahim, do Recife

A MV, pernambucana líder nacional em desenvolvimento de sistemas de gestão para saúde, fechou 2011 com excelentes números. O faturamento recorde de R$ 100 milhões significou o crescimento dos negócios em 20%. Para 2012, a companhia espera números ainda melhores. A meta é atingir R$ 125 milhões, uma ampliação de 25% nos resultados. A MV pretende apostar em quatro frentes simultâneas: novos negócios, gestão hospitalar, aquisições e internacionalização.

 

Dentre as novidades da MV para este ano, estão o lançamento de uma nova solução que possibilitará a migração automática dos atuais clientes para a nova plataforma. Para comemorar seus 25 anos, a companhia, além de inaugurar sua nova unidade com 11 mil m2, no Recife, irá trazer para a capital pernambucana o MV Experience Fórum, nos dias 2 e 3 de agosto. O evento é realizado, há três anos, em São Paulo e costuma reunir entre 500 e 600 empresários da área de saúde.

 

Por ano, a MV tem conquistado de 60 a 70 novos clientes, entre hospitais, unidades de pronto atendimento, unidades básicas de saúde, ambulatórios médicos de especialidades, secretarias de saúde e operadoras de planos de saúde. Dentre os destaques de 2011, estão os contratos com a Secretaria de Saúde de Pernambuco, para informatizar as seis grandes emergências do Estado (Hospital da Restauração, Getúlio Vargas, Agamenon Magalhães, Otávio de Freitas, Regional Agreste e Barão de Lucena) e a integração de informações de 17 unidades no Tocantins. Isto sem contar os contratos mais recentes, em Pernambuco, com as instituições públicas Dom Helder, Pelópidas Silveira e Miguel Arraes, além das 14 UPAs locais.  

 

Hoje a MV trabalha com uma base de 500 clientes, em quase todos os Estados brasileiros. São 100 mil médicos utilizando os prontuários MV. Possui, fora a sede no Recife, outros três locais de fábricas: Passo Fundo (RS), Porto Alegre (RS) e Fortaleza (CE). Dez filiais comerciais também estão espalhadas pelo Brasil. “Atualmente elas já conseguem prospectar, vender e entregar soluções de maneira independente”, afirma o presidente Paulo Magnus.

 

Em 2011, a MV também abriu duas novas filiais, uma no Mato Grosso e outra no Tocantins. Ainda em Pernambuco, a MV implantou, no Hospital Unimed Recife III, inaugurado no fim de 2011, um sistema de operação que descarta o uso de papel.   

 

As mudanças da gestão tiveram papel relevante nos resultados da empresa em 2011. Passou-se a adotar um modelo composto por quatro diretorias corporativas e sete diretorias regionais. A MV agora também faz parte do Parceiros para a Excelência (Paex), programa da Fundação Dom Cabral. No quesito expansão, a companhia anunciou, no início de 2012, a compra da Hospitada, primeira empresa de software para saúde do País.

 

O carro-chefe hoje da MV é o sistema de gestão Soul MV, que atende tanto a gestão administrativa como área afins (clínicas e assistenciais). A implantação de seus sistemas – que pode variar entre R$ 200 mil (para ambulatórios e UPAs, por exemplo) até milhões de reais para unidades de saúde mais avançadas – pode render redução de custos e melhoria de produtividade entre 20% e 30%, garante Magnus.



PUBLICIDADE

Mais lidas


    Warning: mysql_num_rows() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 309

    Warning: mysql_free_result() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/diagnosticoweb/www/noticia-interna.php on line 322

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.