home notícias Tecnologias
Voltar Voltar
02/10/12
Serviço de outsourcing é tendência em hospitais
Números do IDC apontam que prática ligada a impressão é o segmento dos serviços de TI com maior potencial de crescimento em 2012
Eduardo César

Com cerca de 30% de redução de custos em unidades como Hospital São Rafael (BA), Hospital Universitário Professor Edgard Santos (BA) e Albert Einstein (SP), a prática do outsourcing é tendência para que instituições de saúde terceirizem ações ligadas ao parque de impressão. Números do International Data Corporation (IDC) apontam que o outsourcing é o segmento dos serviços de TI com maior potencial de crescimento em 2012. No Brasil, o avanço foi de 28,8%, o que representa 60% de todo o mercado na América Latina. Só em 2011 foram impressas cerca de 10,7 bilhões de páginas nessa modalidade de serviço.

“Tudo envolve impressão, desde a chegada do paciente à produção de etiquetas, pulseiras, coleta de material, laudos e prontuários médicos,” observa Celso Vieira Mendes, diretor de vendas da Iddeia Soluções em TI, que administra cerca de meio bilhão de páginas impressas por ano. 

Através do outsourcing, o Hospital Israelita Albert Einstein reduziu seus custos em 25%, com diminuição do consumo, fornecedores, insumos e eliminação dos ativos. “Houve uma nova cultura de trabalho, evitando desperdícios devido ao gerenciamento de equipamentos em rede e pró-atividade de atendimento aos usuários”, disse Agatha Vendemiate Jacob, coordenadora de relacionamento de TI do Einstein. Através de Service Level Agreement (SLA) estabelecido em contrato, todo o processo de aquisição, manutenção e operação dos equipamentos, como impressoras, fax, toners e cartuchos, é de responsabilidade do fornecedor.

“O outsourcing vai além da terceirização, envolvendo a gestão dos processos e mensuração dos gastos”, destaca Ignacio Lucero, gerente da Simpress, uma das maiores provedoras de soluções de impressão e gestão de documentos, atendendo mais de 30 hospitais em todo o Brasil. Na Bahia, a Simpress presta serviços aos hospitais São Rafael, Português, Hospital da Bahia, Hospital Universitário Professor Edgard Santos e Hospital da Cidade. “O mercado está em fase de expansão e a redução de custos não é o único objetivo das empresas que contratam esse tipo de serviço”, pondera.

*Matéria publicada na revista Diagnóstico, nº 15.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.